População de Guaíba ganha ecoponto

A terça-feira (12) tornou-se uma data importante para Guaíba. Na Colina, foi inaugurado o primeiro de quatro ecopontos que serão entregues à população até o primeiro trimestre de 2018. O objetivo é oferecer mais organização no descarte de entulhos, além de colaborar com a limpeza da cidade e com a qualidade de vida das pessoas.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Selito Carboni, ressaltou a importância do serviço:

“Acaba não sendo justo cobrar de quem descarta o lixo de forma irregular se nós não oferecermos o espaço adequado para isso. A Prefeitura está cumprindo a parte dela e agora cabe a população colaborar para vivermos numa cidade cada vez mais limpa. No começo, muita gente não acreditava, porque não conhecia esse sistema. A partir de hoje, as pessoas vão entender e até querer um ecoponto no seu bairro”, disse.

O espaço está localizado na avenida Castelo Branco, 2760. Segue em construção o ecoponto no bairro Santa Rita, que vai anteceder a inauguração de outro na mesma região e de um na Vila Iolanda. A Prefeitura pretende estabelecer mais parcerias visando que, em breve, todos os bairros disponham do serviço.

O prefeito José Sperotto adiantou um projeto cuja iniciativa servirá para atender a demanda de lixo doméstico, o qual não pode ser descartado no local:

“Os ecopontos são compromissos nossos por uma cidade limpa. Mas nós também estamos trabalhando para que Guaíba tenha uma usina de reciclagem de lixo. Hoje em dia, além de recolher, nós temos que pagar para mandar para o aterro de Minas do Leão, que recebe o lixo de toda a Região Metropolitana. Vamos encontrar a solução dentro ‘da nossa casa’ para as mais de 50 toneladas produzidas ao dia e para que também sirva para os municípios vizinhos. Aí, é claro, há vários modelos de usinas e nós analisaremos o que for mais interessante para Guaíba”, adiantou.

Como funcionam os ecopontos?

Tudo aquilo que não será mais aproveitado, como óleo de cozinha usado, fragmentos de tijolos e de azulejos, cimento, pedaços de madeira, podas de árvores, eletrônicos e móveis velhos (sofás, camas, armários) podem ser levados para esses locais. Assim, os moradores colaboram com o trabalho da Prefeitura, ajudando a conservar as vias públicas e mantendo-as sempre limpas e bem cuidados. O limite de descarte é de 2 metros cúbicos por pessoa, o que equivale ao volume de metade de uma caçamba. Não pode ser descartado nos ecopontos: lixo domiciliar, lixo industrial e animais mortos.

Para mais informações, a população pode entrar em contato pelo telefone (51) 3480.7075, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, ou pelo email meioambiente@guaiba.rs.gov.br.

Fotos: Juliana Villeroy